Atraso anula acusação a “maestro” de claque do V. Guimarães

Luís Barroso, dos White Angels, do Vitória de Guimarães, foi acusado de agressão. A investigação deixou passar o prazo e agora deve reformular em novo processo.

O Tribunal de Guimarães rejeitou a acusação do Ministério Público (MP) contra Luís Barroso, animador da claque White Angels, do Vitória de Guimarães, porque foi deduzida um dia após o prazo limite. A irregularidade foi suscitada pela defesa.

Por se tratar de processo abreviado, o MP tinha 90 dias, até 3 de março, para deduzir acusação, na sequência de desacatos entre adeptos locais e apoiantes do Standard Liège, da Bélgica, a 27 de novembro do ano passado.