Azambuja : Empresa com 30 infetados fecha para testar todos os trabalhadores

Muitos dos funcionários residem fora da Azambuja e deslocam-se para o local de comboio.

Cerca de 30 trabalhadores de uma empresa de produtos alimentares na Azambuja, no distrito de Lisboa, estão infetados com Covid-19, disse hoje à agência Lusa o presidente da Câmara, adiantando que a fábrica vai ser fechada este sábado.

“Há cerca de 30 infetados. Seis foram detetados hoje [sexta-feira]. Amanhã [sábado], vão ser encerradas as instalações da Avipronto, e até todos os funcionários serem testados”, disse Luís de Sousa (PS).

Segundo o autarca, a empresa já tinha iniciado os testes aos funcionários, mas ainda não tinham sido testados todos os “mais de 200 trabalhadores”, pelo que vai ficar fechada, pelo menos, até à próxima sexta-feira.

Frisando que a empresa “cumpre todas as regras de segurança e higiene”, Luís de Sousa explicou que muitos dos funcionários residem fora da Azambuja e deslocam-se para o local de comboio, meio de transporte onde considera que são contagiados.

“Vêm de comboio. As carruagens vêm cheias. Como se costuma dizer, parecem sardinhas em lata. É natural que haja contágios”, afirmou o autarca, acrescentado que já foi pedido à CP que aumentasse o número de carruagens.

Dos cerca de 30 infetados, seis receberam o resultado positivo nesta sexta-feira e estão de quarentena na casa onde residem, todos juntos.

Luís de Sousa explicou à Lusa que residem naquela casa, “paga pela Avipronto”, sete trabalhadores, tendo um deles dado negativo para a covid-19.

“A esses seis que estão de quarentena vamos entregar géneros alimentícios à porta da casa. O que deu negativo está em isolamento numas instalações da câmara, destinadas para esse efeito, e a esse vamos levar comida confecionada”, afirmou o presidente da Câmara da Azambuja.

Portugal contabiliza 1.007 mortos associados à covid-19 em 25.351 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia, divulgado na sexta-feira.

Relativamente ao dia anterior, há mais 18 mortos (+1,8%) e mais 306 casos de infeção (+1,2%).