Home / Portugal / Bombeiros de Elvas são ameaçados de morte à porta das urgências

Bombeiros de Elvas são ameaçados de morte à porta das urgências

Dois elementos dos Bombeiros Voluntários de Elvas foram ameaçados de morte esta segunda-feira à porta do Hospital de Santa Luzia. O homem que insultou e ameaçou a corporação já foi identificado pela PSP.

O comandante da corporação Tiago Bugio revela que esta não é a primeira vez que os bombeiros de Elvas são ameaçados. Desta vez, o incidente aconteceu à porta da entrada do serviço de urgências do Hospital de Santa Luzia com dois elementos dos Bombeiros Voluntários de Elvas, um do sexo feminino e outro do sexo masculino.

Segundo o comandante, um indivíduo terá ofendido verbalmente os bombeiros e cuspiu na direção da corporação. “Como o homem não conseguiu agredir os bombeiros, provocou danos na ambulância que os operacionais tinham em serviço com murros e recorrendo a uma pedra”, acrescentou Tiago Bugio à agência Lusa.

Fonte da PSP disse à Lusa que o homem estava com a companheira e dois filhos a aguardar, “há algumas horas”, que fosse atendido um dos filhos, no serviço de urgência do hospital e quando os bombeiros passaram com a vítima mostrou-se “insatisfeito” por a pessoa ser atendida primeiro que o filho.

Segundo a mesma fonte, “os bombeiros não tinham a ver com a situação”, mas o homem “estava alterado” e provocou o desacato, dando “um murro na ambulância”, tendo ainda proferido “alguns impropérios aos bombeiros e ao hospital”.

O comandante Tiago Bugio referiu à Rádio Elvas que as agressões e a intimidação feitas à corporação já aconteceram no passado, inclusive, com a “invasão” do quartel dos bombeiros — uma situação semelhante ao ocorrido em Borba, este sábado.

O homem e os dois bombeiros de Elvas foram identificados e a ocorrência vai ser reportada ao Ministério Público, de acordo com fonte da polícia. Os Bombeiros Voluntários de Elvas vão apresentar uma queixa formal.