Brasil : Polícia filmado a sufocar jovem gera indignação

Uma nova agressão policial está a gerar indignação no Brasil após a circulação de um vídeo em que um agente é visto a pressionar o seu joelho no pescoço de um jovem negro em Carapicuíba, na região metropolitana de São Paulo.

Nas imagens, gravadas no domingo pelos moradores desse município, surge Gabriel Nunes Nonato de Sousa, de 19 anos, a cair no chão desmaiado, depois de ser imobilizado por um polícia militar que apertou o pescoço do jovem com o seu braço durante vários segundos.

Já deitado no asfalto, um dos agentes policiais ajoelhou-se e pressionou o pescoço de Gabriel novamente, mas desta vez com o joelho, numa cena semelhante à gravada por telefones de transeuntes que capturaram os quase nove minutos de agonia de George Floyd, em Minneapolis, nos Estados Unidos da América.

Os polícias envolvidos neste episódio no Brasil argumentaram que o jovem tentou fugir de uma fiscalização de rotina e que, por esse motivo, foi perseguido, dominado e detido.

Já o jovem de 19 anos apresentou uma versão diferente em entrevista à CNN Brasil, relatando que estava numa moto com um amigo quando os agentes passaram na rua em que se encontravam e embateram com as suas motocicletas da polícia contra eles.

Gabriel afirmou que saltou do veículo em que estava para não se ferir, acrescentando que foi nesse momento que a abordagem ocorreu.

O jovem revelou ainda que desmaiou três vezes e que se debateu para conseguir respirar.

A Secretaria de Segurança Pública declarou que o caso está a ser analisado e que serão adotadas as medidas necessárias.

Perante a repercussão das imagens na imprensa, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje um programa para “retreinar” os polícias e prevenir casos de violência como os registados nos últimos dias naquele que é o estado mais rico e populoso do país.

O governador explicou que o programa começará em julho com o objetivo de “retreinar todo o comando”, para “impedir que aquele 1% dos maus polícias, que insistem em usar violência desnecessária contra a população, entendam que isso é inaceitável”.

A violência policial intensificou-se este ano no Brasil, em plena pandemia.