Coronavírus já matou 15 mil pessoas na Europa. Cinco vezes mais do que na China

Mais de 15 mil pessoas já morreram na Europa devido à pandemia de Covid-19, segundo um balanço feito, esta quinta-feira, pela agência France Pr3287esse (AFP) a partir de fontes oficiais.

No total, foram registadas 15500 mortes na Europa, a maioria em Itália (8215) e na vizinha Espanha (4089), os países mais afetados pela pandemia de Covid-19, seguidos da França (1696), refere a AFP.

Com 268191 casos de infeção oficialmente confirmados, a Europa é o continente onde a pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus está a progredir mais rapidamente. Tem três vezes mais casos confirmados que a China e causou quase cinco vezes mais mortes (4,71) que no território continental chinês.

A China, sem contar com os territórios de Hong Kong e Macau, conta com 81285 casos (mais de 74 mil recuperados) e regista 3287 mortes. Nas últimas 24 horas, reportou seis mortes e 67 novos casos, todos com origem no exterior, quando o país começa a regressar à normalidade, após dois meses de paralisia.

Os países mais afetados a seguir à Itália, Espanha e China são o Irão, com 2234 mortes (29406) casos, a França, com 1331 mortes (25233 casos), e os Estados Unidos, com 1031 mortes (68572 casos na quarta-feira).

O continente africano registou até hoje 73 mortes devido ao novo coronavírus, ultrapassando os 2700 casos, em 46 países.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras, para tentarem travar um vírus que já terá infetado mais de meio milhão de pessoas, segundo a Universidade Jonhs Hopkins, nos EUA.