“CR7 jogou 10 anos com Benzema, não são loucos no Real Madrid”

Allegri recordou passado recente do internacional português para explicar por que em preferido colocá-lo ao lado de Mario Mandzukic ao invés de Paulo Dybala.

Cristiano Ronaldo voltou a vestir a ‘pele’ de herói no triunfo da Juventus sobre o Sassuolo, por 3-0, este domingo, ao ter influência direta em todos os golos da partida: marcou um, assistiu para outro e recuperou a bola que iniciou a jogada de outro.

No entanto, mais do que a influência do internacional português, é o facto de Paulo Dybala se manter no banco de suplentes da Vecchia Signora. Uma decisão que Massimiliano Allegri justifica com as necessidades… de Cristiano Ronaldo.

“É uma questão de caraterísticas e de jogadores. O Paulo tem caraterísticas diferentes das do Mandzukic, ele recua para ligar o jogo e depois ficamos sem ninguém na área”, explicou o técnico, em declarações reproduzidas pelo jornal italiano Tuttosport.

“Podemos jogar com Dybala e Ronaldo, mas perdemos oportunidades. Baste ver os números. Ronaldo jogou dez anos com Benzema, não são loucos no Real Madrid. Dybala precisa de Mandzukic, Ronaldo precisa de Mandzukic. É uma questão de caraterísticas”, acrescentou.