Home / Portugal / Empresário acusado por fogo mortal no Porto gastava mil euros por noite

Empresário acusado por fogo mortal no Porto gastava mil euros por noite

O empresário acusado pelo Ministério Público (MP) de ter ordenado um incêndio que matou uma pessoa era um frequentador da noite do Porto, que não tinha problemas em gastar dinheiro.

Foi até nas suas incursões noturnas que contratou dois indivíduos, prováveis autores materiais do fogo posto no número 100 da Rua de Alexandre Braga, no Porto, a 2 de março passado, que também desalojou uma mulher de 88 anos e os dois filhos sobreviventes.