Home / Comunidades Emigrantes / Empresário português morre na Venezuela na sequência de um assalto

Empresário português morre na Venezuela na sequência de um assalto

O português era dono de uma padaria na zona leste de Caracas, conforme avança a RTP.

Um empresário português, que era dono de uma padaria na zona leste de Caracas, na Venezuela, morreu na sequência de um assalto.

A informação avançada pela RTP, dá ainda conta que o homicídio terá ocorrido na altura em que o português levava os seus empregados de volta às suas residências.

Sobre esta vítima mortal sabe-se ainda que era pai de dois filhos, um dos quais menor.

Recorde-se que Caracas é este sábado palco de manifestações pró e contra o regime de Nicolás Maduro, num novo patamar da crise em que a Venezuela mergulhou desde que em 23 de janeiro o presidente do parlamento, Juan Guaidó, se autoproclamou Presidente interino.

Guaidó, que na madrugada da passada terça-feira desencadeou um golpe de força contra o regime, em que envolveu militares e apelou à adesão popular, pediu aos venezuelanos, e suas famílias, que se manifestem defronte das bases militares para que o Exército deixe cair o presidente do país, Nicolás Maduro.

A iniciativa da passada terça-feira constituiu o arranque da denominada ‘Operação Liberdade’ que, segundo Guaidó, visa pôr termo ao que chama de “usurpação” da presidência por Nicolás Maduro.

A presidência interina de Guaidó é reconhecida por cerca de 50 países, incluindo os Estados Unidos da América, enquanto Maduro, que tem o apoio da Rússia, além de Cuba, Irão, Turquia e alguns outros países, considerou que a ‘Operação Liberdade’ configura uma tentativa de golpe de Estado.

pub