Lisboa : Encontrado corpo de estudante assassinada

O cadáver de Beatriz Lebre, de 23 anos, morta pelo colega estudante de Psicologia, em Lisboa, foi encontrado ao início da tarde desta sexta-feira nas águas do Rio Tejo.

Rúben, estudante de Psicologia de 25 anos e suspeito do crime, foi detido pela Polícia Judiciária, na quarta-feira à noite, por alegadamente ter matado a colega e escondido o cadáver. Estaria obcecadamente apaixonado por Beatriz, mas a relação não seria correspondida.

Acabou por matá-la com um bastão, na passada sexta-feira, no apartamento onde a vítima, natural de Elvas, vivia em Lisboa. Levou depois o corpo para o rio Tejo, onde atirou o cadáver e também o bastão, encontrado na quinta-feira pela Polícia Marítima.

O desaparecimento de Beatriz Lebre, também ela estudante de Psicologia numa universidade de Lisboa, foi comunicado à PSP pela família, que vive no Alentejo e estranhou não conseguir contactar com a jovem, que vivia sozinha na capital, por causa dos estudos.

A Polícia Judiciária foi chamada a investigar o caso e encontrou, na residência da jovem, um cenário compatível com homicídio, incluindo vestígios de sangue.

Na quarta-feira, os indícios recolhidos foram considerados suficientes para deter um colega da vítima, Ruben, que terá confessado o crime. É suspeito de homicídio e ocultação de cadáver.