Home / Mundo / Família portuguesa liderava rede de prostituição em Espanha

Família portuguesa liderava rede de prostituição em Espanha

A Policia Nacional espanhola deteve, no domingo, na cidade espanhola de Marbella, um grupo de 21 pessoas, entre os quais cidadãos portugueses, que faziam parte de uma rede de prostituição.

De acordo com um comunicado das autoridades espanholas divulgado na madrugada desta segunda-feira, a rede era liderada por um “grupo familiar português” que se dedicava também ao tráfico de droga, que distribuía pelos clientes da organização.

Durante a operação, iniciada na sequência de uma denúncia telefónica e que culminou com 21 detenções, os elementos da Polícia Nacional libertaram oito mulheres que estavam sequestradas e eram exploradas sexual e laboralmente num bordel da cidade de Marbella, em Málaga, entretanto encerrado e cercado pelas autoridades.

Vítimas iam trabalhar para casa de massagens

Segundo a nota, as mulheres estavam fechadas numa cave quando a Polícia as encontrou. Seria nesse espaço que as vítimas passavam os dias sob ameaças do grupo que as controlava e impedia de sair. Apesar de algumas das mulheres terem entrado voluntariamente no bordel, as investigações apuraram que, noutros casos, as vítimas tinham sido enganadas com a promessa de uma oferta de emprego numa casa de massagens.

“Pôde também constatar-se que, além da exploração sexual sofrida pelas vítimas, somava-se a exploração laboral naquele local. A propriedade funcionava como um estabelecimento público, com balcão de bar e funcionava 24 horas por dia”, acrescenta o comunicado.

As autoridades apreenderam ainda vários estupefacientes (cocaína, haxixe, MD), armas e mil euros em dinheiro, notas falsas, computadores, telemóveis e documentação que comprova a atividade criminosa. Os bens dos vários elementos da rede foram entretanto confiscados tanto em Espanha como em Portugal.

pub