Home / Desporto / “Fernando Santos é um espertalhão. Já o conheço”

“Fernando Santos é um espertalhão. Já o conheço”

Didier Deschamps reagiu este sábado às declarações de Fernando Santos, que considerou Portugal “candidato” e a França e Alemanha “favoritas” relativamente ao grupo F do Euro2020. O francês apelidou o técnico de “espertalhão”.

Em 2016, Fernando Santos nunca considerou Portugal favorito a vencer o Europeu de França. A seleção das quinas acabaria por chegar à glória, precisamente frente à anfitriã, orientada por Deschamps, graças a um golo de Éder. Em 2020, Portugal e França voltam a encontrar-se na fase de grupos, e o selecionador português mantém o mesmo discurso. Mas nada a que Deschamps não esteja já habituado.

“O Fernando é um espertalhão…. já o conheço. Também dizia que a França era favorita no Euro. É um grupo com três equipas fortes. Foi um sorteio simpático. Fernando e Joachim pensam o mesmo que eu, é o grupo mais difícil com três nações que ganharam os últimos três títulos. É muito difícil e há para a Alemanha a vantagem de jogar em casa”, disse à SportTV em reação ao sorteio deste sábado, em Bucareste.

O selecionador francês descartou ainda qualquer vingança pela final perdida em 2016. “A história não se repete. Isso aconteceu há quatro anos [final do Euro2016 com Portugal]. Será uma partida da fase de grupos e não uma final. Eles venceram essa final e não podemos fazer nada. Agora, será outro contexto. Também tínhamos o hábito de perder com a Alemanha e desde 2014 que tudo mudou. Não penso nesse tipo de coisas”, concluiu.

Portugal já conhece dois dos três adversários que vai defrontar na fase final do Euro2020, competição que decorrerá, pela primeira vez, em 12 cidades de 12 países. O sorteio deste sábado, em Bucareste, atribuiu o grupo F à equipa das quinas, o mesmo de França e Alemanha.

Quanto ao terceiro adversário, Portugal só o conhece em 2020: será o vencedor do play-off A (Islândia, Bulgária, Hungria ou Roménia). No entanto, caso a Roménia vença o play-off, passa a pertencer ao grupo C, por ser anfitriã. Assim, a Seleção Nacional defrontaria o vencedor do play-off da Liga D (Macedónia do Norte, Kosovo, Bielorrússia e Geórgia).