Home / Portugal / Gémeas de 10 anos viviam numa garagem e não iam à escola. Pais foram detidos

Gémeas de 10 anos viviam numa garagem e não iam à escola. Pais foram detidos

Irmãs gémeas de dez anos foram retiradas à família na Amadora e colocadas numa instituição. Pais ficaram em liberdade após serem presentes a tribunal.

Duas crianças, gémeas, de dez anos, foram resgatadas pela PSP da Amadora de uma situação de violência doméstica e maus tratos. Diz a polícia que há suspeitas que as duas meninas viviam “em condições deploráveis” numa garagem, não iam à escola e não tinham higiene nem vestuário adequado. O casal foi detido na quarta-feira passada mas, presente a um juiz, saiu em liberdade.

A investigação pertenceu à Divisão Policial da Amadora, que “no dia 14 de agosto, ao início da tarde, procedeu à detenção de um casal, de 51 e 34 anos, por serem suspeitos da prática de dois crimes de violência doméstica”.

Relata um comunicado divulgado esta segunda-feira pelo Comando Metropolitano de Lisboa da PSP que as “vítimas do crime eram as filhas gémeas do casal, de 10 anos de idade, que, suspeita-se, viviam em condições deploráveis e sem salubridade no interior de uma garagem, andavam mal vestidas e higienizadas, não iam à escola e presenciavam agressões físicas e psicológicas permanentes entre os pais”.

Após tomar conhecimento da situação, as autoridades tomaram medidas. “As crianças, em articulação com diversas instituições, designadamente com a EMAT da Amadora, e em cumprimento de medida de promoção e proteção aplicada pelo Tribunal de Família e Menores da Amadora, foram retiradas e acolhidas em residência de acolhimento temporário, afastando-as do perigo a que estavam sujeitas”, revela a nota da PSP.

Após ter sido detido, o casal foi presente no Tribunal de Instrução Criminal da Amadora, e depois do interrogatório judicial, ficaram “sujeitos a medida de coação não privativa da liberdade”, isto é, saíram em liberdade, com, pelo menos, termo de identidade e residência aplicados.