Home / Mundo / Homem leva cinzas da mulher ao médico. “Mandaram-na embora e ela morreu”

Homem leva cinzas da mulher ao médico. “Mandaram-na embora e ela morreu”

Um homem, em Espanha, levou as cinzas da mulher até ao posto médico onde tinha sido atendida antes de morrer, de forma a protestar pela falta de atenção recebida.

Pouco passava das 10 horas da manhã, do passado sábado, quando Germán Castellanos chegou ao centro de saúde, nas Astúrias. Levava uma bandeja com as cinzas da mulher, María Blanco, que morreu no passado dia 5 de agosto, aos 65 anos.

Levava, ainda, cinco euros, para pagar a consulta de três minutos, algumas flores e um voucher para o hotel que o casal administrava. “É para oferecer ao médico por toda a atenção que deu à minha mulher na consulta”, disse, em tom irónico, Germán, ao jornal “El Comercio”.

O gesto, confirmou o homem, é uma maneira de protestar “pela forma negligente” como a mulher foi tratada. O próximo passo é levar o caso aos tribunais.

A mulher foi ao centro de saúde na passada segunda-feira, queixando-se de fortes dores de cabeça. “Viemos às urgências, para não ter que passar por todo o processo protocolar dos hospitais. Mas o médico não gostou e disse que tínhamos que esperar pela nossa vez. Mandou-nos embora sem nos receber”, confidenciou Germán. María morreu pouco depois.

O homem espera agora pelo resultado da autópsia para perceber a razão da morte da sua companheira. Até ao momento, os responsáveis pelo centro de saúde ainda não reagiram ao caso.

pub