Homem morto por leão que mantinha em casa

Um homem foi atacado e morto por um dos leões que mantinha em casa, na República Checa.

O corpo de Michal Prasek, de 33 anos, foi encontrado pelo pai, na terça-feira, dentro de uma jaula ilegal que construiu para um leão, de 9 anos, e uma leoa, de 4 anos, no jardim de casa, na cidade de Zechov, República Checa. As autoridades abateram os animais para conseguirem alcançar o homem.

A vitima comprou o leão em 2016, na Eslováquia, e a leoa no ano passado com o objetivo de fazer criação da espécie, de acordo com a BBC.

O homem não foi autorizado a construir as jaulas e foi multado posteriormente por criação ilegal. No entanto, o conflito com as autoridades estaria num impasse, uma vez que Michal Prasek recusava-se a deixar que entrassem na propriedade.

Além disso, devido à falta de instalações alternativas na República Checa e o facto de os animais não apresentarem qualquer evidência de maus-tratos, os leões não podiam ser retirados à força da propriedade.

No verão passado, um ciclista terá ficado ferido após colidir com a leoa, que Prasek passeava na rua com uma trela. A ocorrência foi considerada um acidente de trânsito.

Segundo o Ministério de Meio Ambiente da República Checa, existem no país vários criadores privados, que têm 44 leões, 49 pumas, 20 tigres e oito leopardos.