Inventa 100 grávidas e desfalca Segurança Social em meio milhão

PJ detém funcionária que se aproveitou de funções para forjar requerimentos de abono criado para apoiar maternidade.

A Polícia Judiciária de Coimbra deteve uma funcionária da Segurança Social (SS) que inventou cerca de 100 gravidezes para se apropriar do “abono de família pré-natal” atribuído às supostas grávidas.

Com o esquema, a suspeita ludibriou a maioria dos centros distritais da Segurança Social do país e, entre 2014 e 2018, deu um desfalque ao Estado de mais de meio milhão de euros.

A funcionária, de 49 anos e casada, foi detida por inspetores da Diretoria do Centro da PJ, quinta-feira, no trabalho, no Núcleo de Prestações Familiares do Centro Distrital de Coimbra da Segurança Social.

A operação incluiu buscas. Estão em causa crimes, entre outros, de burla, falsidade informática e branqueamento de capitais.