Home / Mundo / Milionário “predador sexual em série” violou 48 homens

Milionário “predador sexual em série” violou 48 homens

Reynhard Sinaga, de 36 anos, considerado “o violador mais prolífico da história jurídica britânica”, foi condenado a prisão perpétua por crimes sexuais comprovados contra 48 homens, em Inglaterra.

Sinaga foi condenado na segunda-feira por um tribunal de Manchester, no norte de Inglaterra, sendo descrito nas alegações finais da juíza como um “monstro” pela “escala e magnitude dos crimes que o confirmam”.

Segundo as autoridades, as provas indicam que existirão muitas mais vítimas, designadamente cerca de 195 homens que terão sido filmados enquanto eram abusados no seu apartamento. Muitas das vítimas estavam inconscientes.

Sinaga procurava as vítimas nas imediações de clubes noturnos daquela cidade. Desorientava os jovens sob o efeito de álcool ou drogas e criava laços de amizade com eles, aproveitando-se do estado de embriaguez e oferecendo-lhes lugar para ficar no seu apartamento. Quando inconscientes, as vítimas eram violadas e filmadas com o telemóvel do agressor. Em alguns casos, esses abusos continuavam por oito horas.

O esquema do violador foi desvendado quando uma das vítimas, de 18 anos, recuperou a consciência durante a agressão sexual e conseguiu escapar, levando o número de telemóvel de Sinaga. As investigações policiais encontraram cerca de 250 vídeos de “ataques sexuais brutais sem fim”. Muitas das vítimas não sabiam que haviam sido sujeitas a esses ataques até as autoridades lhes mostrarem as imagens.

“Como pude ser tão estúpido e acabar no apartamento de um estranho depois de sair do clube?”, questionou-se uma das vítimas durante o julgamento. Na noite em que foi violado, o jovem foi submetido a todo o tipo de assédio de que suspeitava, mas nunca contou a ninguém até que, no dia de Natal de 2018, tentou suicidar-se e acabou no hospital.

A juíza Suzanne Goddard disse que o verdadeiro número de vítimas de Sinaga pode nunca vir a ser conhecido.

Reynhard Sinaga “é um predador sexual em série cruel que atacou jovens que procuravam passar uma boa noite com amigos no centro da cidade”, referiu Goddard.

Proveniente da Indonésia, em 2007, com um visto de estudante, Sinaga completou dois mestrados em Sociologia e Planeamento na Universidade de Manchester e estava a fazer um doutoramento na Universidade de Leeds, suspenso após a sua prisão, em 2 de junho de 2017.

A família diz que ele ficou apaixonado pela cidade de Manchester e que queria viver em Inglaterra para sempre. Esse sonho foi possível devido à riqueza do pai, um empresário que possui várias agências de um banco privado e que aceitou financiar os estudos internacionais do filho por mais de uma década. Também pagou o apartamento em que Reynhard ficou alojado, em Princess Street, no coração de Manchester.