Morreu o enfermeiro luso-americano que estava em coma devido a um siso

Marco Branquinho, que detetou uma infeção num dos dentes do siso, teve um problema cardíaco durante o tratamento dentário.

O enfermeiro luso-americano que vivia na Flórida, morreu na quinta-feira, na sequência de uma infeção num dos dentes do siso. O jovem de 26 anos estava em coma depois de um “episódio cardíaco” que decorreu durante um tratamento dentário.

A informação foi avançada por fonte próxima da família ao jornal Luso Americano, que recorda que o enfermeiro estava em coma desde o dia 16 de junho, numa unidade de cuidados intensivos do Advent Health Hospital em Palm Coast, onde era aliás enfermeiro no bloco operatório.

De salientar ainda que Marco nasceu em Nova Jérsia e é filho do primeiro vereador português eleito no estado da Flórida, Eddie Branquinho, e de Dina Branquinho. O pai, originário de Beja, e a mãe, de Lagos, são emigrantes há vários anos nos Estados Unidos.

Nas redes sociais, foram entretanto partilhadas várias mensagens em jeito de homenagem ao jovem enfermeiro.