Neto de Moura: “Os casos que julguei não são particularmente graves”

“A sociedade portuguesa é muito machista. Eu não”, diz Neto de Moura em entrevista.

“Tenho um sentido de justiça, ponderação e equilíbrio para ser um bom juiz”

Joaquim Neto de Moura transformou-se no ódio de estimação das redes sociais por causa de dois acórdãos polémicos de violência doméstica em que desculpabiliza os agressores e de ter anunciado que ia processar quem o criticou.

Em entrevista, o juiz nega ser machista, mas assume-se como um conservador que não concebe a infidelidade.