Home / Mundo / Parlamento britânico aprova emenda para atrasar Brexit

Parlamento britânico aprova emenda para atrasar Brexit

Os deputados britânicos aprovaram a emenda Letwin ao acordo de Brexit, que obriga o primeiro-ministro a pedir uma extensão do prazo de saída do Reino Unido à União Europeia.

A emenda em causa, aprovada com 322 votos a favor e 306 contra, suspende a aprovação do acordo até ser aprovada a legislação necessária para o aplicar. O resultado da votação surge ao fim de cinco horas de debate, o primeiro em 37 anos a um sábado no Parlamento britânico.

Perante a não aprovação do acordo, a “lei Benn” determina que o que primeiro-ministro tenha de escrever uma carta até às 23 horas a solicitar uma extensão do processo de saída da UE por três meses, até 31 de janeiro. Mas Boris Johnson recusou pedir o adiamento do Brexit, previsto na lei: “Não vou negociar um adiamento, nem a lei me obriga a fazê-lo”, alegou, acrescentando que “mais um adiamento seria mau para este país ou para União Europeia e mau para a democracia”.

Assim, o Governo britânico decidiu retirar a proposta para ser votado o novo acordo para o Brexit negociado pelo primeiro-ministro, mas pretende apresentar na próxima semana a proposta de lei para regulamentar o acordo para conseguir sair da UE até 31 de outubro. “Espero que [os deputados] mudem de ideias e apoiem este acordo em números esmagadores”, afirmou Boris.

Entretanto, durante o debate no Parlamento, centenas de milhares de manifestantes anti-Brexit saíram à rua, em Londres, para pedirem um novo referendo à saída do Reino Unido da UE.