Home / Brasil / “Pedi para parar, mas ele continuou”, diz mulher que acusa Neymar de violação

“Pedi para parar, mas ele continuou”, diz mulher que acusa Neymar de violação

A modelo e estudante de design de interiores Najila Trindade Mendes de Souza, que acusa o jogador Neymar de violação durante uma viagem a Paris, em maio, deu uma entrevista em exclusivo ao canal de televisão brasileiro SBT. “Fui vítima de estupro [violação]”, afirmou.

Foi a primeira vez que Najila falou publicamente desde que formalizou a acusação e o caso foi divulgado pelos meios de comunicação social, no último sábado. Esta quarta-feira, o telejornal SBT Brasil exibiu uma entrevista em exclusivo com a modelo. A jovem de 26 anos afirmou que foi agredida e violada no dia 15 de maio, após ter viajado até Paris para se encontrar com o futebolista.

“Fui para o hotel, ele mandou mensagem, disse que ia para uma festa, mas passaria lá para me dar um beijo. Quando chegou lá, estava tudo bem, mas ele estava agressivo, totalmente diferente do cara que eu conheci nas mensagens”, contou Najila, que tinha trocado mensagens com o jogador no WhatsApp, as quais foram reveladas pelo próprio Neymar num vídeo.

“Como tinha muita vontade de ficar com ele, tentei manejar [controlar] a situação. Começamos a trocar carícias, nos beijar e ele me despiu. Até aí, foi tudo consensual. Ele começou a bater-me. No início foi ok, mas depois ele começou a machucar-me [aleijar-me] muito. Falei ‘pára’ e ele falou ‘desculpa, linda'”, continuou a modelo.

O vídeo da entrevista pode ser visto no canal de YouTube do SBT:

Najila diz que perguntou a Neymar se ele tinha preservativo e, perante a resposta negativa do jogador, disse-lhe: “Então não vai acontecer nada”. Ela conta que Neymar ficou em silêncio, o que interpretou como se ele tivesse respeitado a decisão, mas que minutos depois foi agredida. “Ele virou-me e cometeu o ato. Pedi para ele parar, ele continuou. Enquanto ele cometia o ato, continuou batendo na minha bunda [rabo], violentamente”. A jovem diz que tudo aconteceu numa “questão de segundos”. “Falei ‘pára, pára, não’. Ele não comunicava muito, só agia”.

Najila revela ainda que viajou para Paris com a intenção de relacionar-se sexualmente com Neymar. “Era um desejo meu. Acho que ficou até claro para ele isso”. No entanto, ficou “dececionada”, “estarrecida” e “em estado de choque” com o que aconteceu. “Ele não entrou em acordo comigo. Não negociou falando ‘não, não trouxe [preservativo], mas estou afim’. A partir do segundo em que ele me virou, já estava me obrigando [a ter relação sexual]”.

Apesar do que terá acontecido naquela noite, Najila continuou a trocar mensagens com o jogador. No dia a seguir, Neymar enviou-lhe uma foto dela nua, de costas, com o rabo aparentemente com marcas de violência. Nas conversas que o jogador divulgou, pode ver-se a resposta da modelo à foto: “Vai ter volta [retaliação]”, disse.

“Quero justiça. Quero que pague pelo que fez”

Questionada sobre por que é que continuou a trocar mensagens com Neymar mesmo depois do que supostamente aconteceu, Najila respondeu que queria “fazer justiça”. “Tive que assimilar tudo, todo o acontecimento. Quando ele saiu do quarto e comecei a entender tudo o que tinha acontecido comigo e como ele foi estúpido, como ele me violou e violentou, quis fazer justiça. Sabia que se eu não falasse com ele novamente, fingindo que nada tinha acontecido, ele não iria falar comigo de novo e não iria conseguir provar o que ele tinha feito”, explicou. “Quero justiça, ele fez-me muito mal, estou muito traumatizada. Quero que pague pelo que fez”.

Um vídeo mostra uma alegada troca de agressões entre Neymar e uma mulher num quarto de hotel. A família do jogador diz que se trata de uma armadilha montada por Najila. “A imagem fala por si só. As pessoas conseguem ver que foi uma armadilha”, afirmou o pai do jogador, Neymar da Silva Santos, ao programa Record. O pai também já tinha confirmado que o filho e a mulher se tinham encontrado uma segunda vez, por cerca de dez minutos, e que foi ela que o agrediu, enquanto ele se tentava defender.

Ainda na mesma entrevista, Najila negou que tenha tentado extorquir Neymar, mas confirmou que os antigos advogados, um dos quais que a acusa de mentir, procuraram os representantes do atleta para expor a situação e desconfiava que um deles tinha tentado a extorsão quando lhe disse para não apresentar queixa. “Ele não estava acreditando totalmente em mim e senti preconceito. Deu a entender que [pensava] ‘você não foi estuprada [violada], você deu porque quis, então não vou falar em estupro, só em agressão porque é o que dá para provar”, contou a modelo.

Segundo o “El País” no Brasil, foi divulgado na segunda-feira um atestado médico, datado de 21 de maio, que indicava hematomas e arranhões nos glúteos da jovem brasileira. Ela foi ainda diagnosticada com transtorno ansioso e depressivo, distúrbio digestivo e traumatismos superficiais não especificados.

pub