Portugal entra na fase de mitigação da pandemia à meia-noite

O secretário de Estado da Saúde revelou que Portugal está prestes a entrar na fase mais crítica da pandemia. O país registou 43 vítimas mortais e quase três mil infetados.

António Sales revelou que Portugal está prestes a entrar na fase de mitigação do Covid-19. O secretário de Estado da Saúde revelou em conferência de imprensa que tem “confiança” no processo de combate à pandemia. O número de vítimas mortais nas últimas 24 horas (mais dez pessoas face a segunda-feira) é de doentes com mais 70 anos, confirmando a tese de que “a letalidade é maior nos idosos”.

Graça Freitas avança que o país vai entrar num novo plano a partir da meia-noite, que passará da contenção para a mitigação. “Poderá haver turbulência”, diz a diretora-geral da Saúde, mas garante simultaneamente que as autoridades de saúde estarão prontas para evitar essas alterações bruscas.

“Não há vantagem de mentir numa situação nestas”, acrescentou Graça Freitas, reforçando a ideia de que os números avançados pela Direção-Geral da Saúde dizem respeito às últimas 24 horas. As informações mais recentes, divulgadas regularmente pelas autarquias no terreno durante o dia, são tidas em conta no boletim da autoridade de saúde do dia seguinte.

António Sales garantiu que 80 mil testes deverão chegar a Portugal até este domingo. Questionada pelos jornalistas sobre despistagem de Covid-19 em lares de idosos, Graça Freitas garantiu que com a passagem fase de contenção para a de mitigação, os lares passarão a poder recorrer ao setor privado. “Vamos alargar a oferta de testes a toda a gente”, disse.

Quanto à possibilidade de cercos sanitários em redor destes estabelecimentos, a diretora-geral da Saúde assumiu que este cenário não está previsto. “Não se vai isolar o lar, nem torná-lo num gueto”, afirmou, explicando que os casos confirmados pelo novo coronavírus em lares devem ser separados dos utentes que não têm Covid-19. “Evitar que os dois mundos se juntem”.

Graça Freitas esclareceu ainda que a gestão de Covid-19 nos lares de idosos, nomeadamente o isolamento dos locais, deve ser da competência das autarquias e dos centros de saúde das localidades.