Home / Comunidades Emigrantes / Português morto e namorada ferida à facada na Suíça

Português morto e namorada ferida à facada na Suíça

O que terá sido um problema conjugal entre um jovem casal, na Suíça, terminou em tragédia, com um português de 24 anos morto e a sua companheira, de nacionalidade suíça, em estado grave no hospital, após ter sido esfaqueada.

Pouco se sabe ao certo sobre o que aconteceu em La Sarraz, na última sexta-feira, quando as autoridades se depararam com Diogo, de 24 anos, estudante de Química, morto em casa e a sua namorada, Clarissa, de 25 anos, com ferimentos de faca no pescoço. À imprensa local, os vizinhos, que chamaram as autoridades, relatam momentos de terror, quando a mulher saiu de casa aos gritos, ensanguentada.

“Ouvimos um barulho alto e depois gritos. Foi terrível, ainda a ouço. Ela saiu pelo corredor, cheia de sangue e com uma ferida profunda no pescoço. Acolhemo-la e ela disse-nos imediatamente para ligarmos para o 144”. Sobre o namorado, Clarissa disse que “ainda estava lá em cima”, talvez já morto. A mulher foi internada num hospital, onde se encontra fora de perigo, mas com ferimentos graves.

Até ao momento, está descartada a intervenção de terceiros no incidente, que está sob investigação das autoridades do cantão de Vaud, mas “todas as hipóteses estão em aberto” sobre o que se terá passado naquele apartamento. Os pais, que viviam com Diogo na casa em que morreu, estavam fora, mas foram chamados ao local.

Dizem ainda os vizinhos, que o casal era exemplar. Ia várias vezes ao cinema local de mãos dadas, mas que na última semana poderá ter havido problemas na relação, com a mulher a pedir algum tempo para perceber o que queria para o futuro. Tal poderá estar na origem do crime.

pub