Professora cuida de irmão de aluno após toda a família testar positivo

Mãe de recém-nascido teve de ser submetida a uma cesariana de urgência devido a complicações com o novo coronavírus.

Uma professora norte-americana ofereceu-se para ficar com o irmão recém-nascido de um aluno, após toda a família ter ficado infetada com o novo coronavírus.

De acordo com o Daily Mail, Luciana Lira, de 32 anos, docente na Hart Magnet Elementary School, em Stamford, em Connecticut, nos EUA, não pensou duas vezes em acolher o bebé, cuja família é da Guatemala e por isso não tem com quem o deixar.

Luciana Lira soube do caso ao ligar para casa de Junior para saber como é que o aluno, de 7 anos, estava.

Desesperado, o pai das crianças contou à professora o que se estava a passar. Ele, Junior e a mulher grávida estavam infetados com Covid-19. Mais. Zully tinha de ser submetida a uma cesariana de urgência, devido a complicações pela Covid-19.

De imediato, Luciana ofereceu-se para ficar com Neysel que acabou por nascer no dia 4 de abril. Desde esse dia, a professora e o marido cuidam do bebé como se fosse seu.

Já Zully passou por sérias dificuldades. Foi internada numa unidade de cuidados intensivos e teve mesmo de ser ligada ao ventilador. Contudo, conseguiu vencer o vírus e, desde o dia 24 de abril, está em casa a recuperar.

Apesar de a mãe estar livre do vírus, o bebé ainda não pode voltar ao seio da família, porque tanto o pai como Junior continuam infetados.

Por agora, a família só vê o filho bebé através de videochamadas.