Home / Desporto / “Queremos escrever uma história nova em Alvalade”

“Queremos escrever uma história nova em Alvalade”

O F. C. Porto não ganha em Alvalade desde 2008 e Sérgio Conceição, apesar de não valorizar as estatísticas, aponta à quebra do jejum no recinto leonino.

“Nunca liguei muito a essas situações e cada jogo tem a sua história, a sua própria vida. Não adianta olhar para o passado, está lá trás, por isso o que importa é escrever uma história nova amanhã. Quando estava na Académica, lembro-me que também não ganhávamos ao F. C. Porto há 40 anos e nesse ano ganhámos 1-0”, orientou o técnico portista, hoje, na antevisão ao clássico.

O plantel treinou, de manhã, no Olival, e Danilo, que apresenta uma inflamação no joelho direito, segue viagem para Lisboa. “Está convocado. A sua utilização vamos ver amanhã”, limitou-se a dizer Conceição, que reparte o favoritismo do encontro de cartaz da 15.ª jornada: “É 50/50. É um jogo diferente de todos os outros e que vale seis pontos. Três pontos para a equipa ganha e os três pontos que o adversário direto não soma. Ainda assim, falta muito campeonato, ainda há mais 19 jogos, e não considero que seja decisivo. Importante sim, mas não vai decidir nada”.

A bola volta a rolar na Liga, após uma paragem longa, e o mês de janeiro está bem preenchido para os dragões, que estão em quatro competições. “Não gosto nada destas paragens longas, penso que retira algum andamento ao campeonato e não permite continuar determinadas sequências. Vai haver uma sobrecarga de jogos, mas temos de estar preparados para isso”.

O mercado volta a estar aberto, mas Conceição mostra-se satisfeito com o grupo: “Há sempre o perigo de alguém sair, pois basta um clube bater a cláusula de rescisão. Para mim, o plantel está fechado, ou melhor até pode estar aberto para um ou outro elemento da equipa B, que têm estado connosco e têm feito um trabalho interessante”.