Home / Portugal / RTP lamenta entrevista a neonazi em programa da tarde

RTP lamenta entrevista a neonazi em programa da tarde

A coordenação do programa “A nossa tarde” da RTP lamentou esta terça-feira ter transmitido uma entrevista a Nuno Cláudio Cerejeira, militante da causa neonazi, no âmbito do nascimento dos seus filhos trigémeos. A emissão, no dia 24 de outubro, tem gerado polémica nas redes sociais e motivou, entretanto, um protesto do SOS Racismo.

Num comunicado divulgado na página do Facebook do programa, a estação pública faz saber que a história de Nuno Cláudio e da mulher, que tiveram tês filhos, depois de vários anos a tentarem ser pais, sem recurso a qualquer tratamento.

“O casal veio ao nosso programa (…) falar exclusivamente da experiência da paternidade a triplicar”, lê-se no documento, que sublinha ainda que “a coordenação não teve nenhum conhecimento sobre os antecedentes do pai, nem tão pouco das suas convicções políticas”.

A RTP termina lamentando o sucedido e pedindo “desculpa a todos quantos se tenham sentido ofendidos”.

No site do programa, bem como em muitas reações em páginas pessoais, os internautas têm vindo a condenar esta entrevista.

A reação da estação surgiu algumas horas depois da associação SOS Racismo ter emitido um comunicado no qual recorda que Nuno Cláudio Cerejeira esteve envolvido nos “episódios de agressões raciais que, em 1995, provocaram dezenas de feridos e que levariam à morte de Alcino Monteiro”.

Nuno Cláudio, adianta ainda o SOS Racismo, foi condenado a prisão efetiva por “crimes de ofensas corporais e pelo seu envolvimento nesses atos de violência extrema”, sendo também “um atual e persistente militante da causa neonazi” e, “como é do conhecimento público, um dos elementos dos Hammerskins em Portugal”.

No documento, a organização que luta contra a discriminação racial, pediu um esclarecimento, bem como uma tomada de posição pela tutela da televisão pública, pelo conselho de administração, bem como pela direção editorial da RTP.