Rui Pinto, hacker do Benfica, foi preso na Hungria

Rui Pinto, hacker do Benfica, foi preso na Hungria

Rui Pinto, conhecido por suspeitas de ter roubado os e-mails internos do Benfica, foi detido esta quarta-feira em Budapeste, na Hungria, através de mandado de detenção europeu.

Em conferência de imprensa, pelas 20 horas, a PJ confirmou que a detenção ocorreu esta quarta-feira, com a presença de elementos daquela força policial que “já estavam há algum tempo” na Hungria. O detido é suspeito de crimes de extorsão qualificada na forma tentada, acesso ilegítimo, ofensa a pessoa coletiva e violação de segredo a várias organizações, incluindo do Estado português, e deverá ser levado para Portugal no máximo entre “três semanas e um mês”.

Rui Pinto, o único suspeito de ter roubado milhares de e-mails do Benfica, tem 30 anos, é licenciado em História e natural de Gaia. Em setembro, o pai garantia que tinha medo de regressar a Portugal. “Se viesse cá, era preso”, explicou ao JN.

“Foi concretizada a detenção de um cidadão nacional de 30 anos de idade, sobre quem impendia Mandado de Detenção Europeu. Em causa estão factos suscetíveis de integrarem crimes de extorsão qualificada na forma tentada, acesso ilegítimo, ofensa a pessoa coletiva e violação de segredo”, revela, esta quarta-feira, um comunicado conjunto do MP e PJ sobre a “Operação Cyberduna”. O documento não revela identidade do suspeito, mas o JN sabe que se trata de Rui Pinto.

A Polícia Judiciária está a acompanhar presencialmente a execução da detenção e das diligências subsequentes, no âmbito de uma Decisão Europeia de Investigação.