Home / Portugal / Seixal : Cobrava 40 euros a prostitutas para trabalharem na estrada

Seixal : Cobrava 40 euros a prostitutas para trabalharem na estrada

Entre 2010 e 2019, um homem conhecido por “Careca” cobreava entre 20 a 40 euros por dia a prostitutas que trabalhavam na reta de Coina, no Seixal.

O dinheiro seria para garantir proteção às mulheres e, em caso de recusa de pagamento, estas eram ameaçadas com uma arma, que se veio a verificar ser falsa. Uma das vítimas foi mesmo agredida e roubada quando recusou pagar o que lhe era exigido.

O arguido foi detido em maio e agora o Ministério Público do Seixal acusou-o formalmente pela prática de quatro crimes de lenocínio, seis crimes de extorsão (sendo dois destes agravados e um deles na forma tentada), um crime de roubo, três crimes de ofensa à integridade física, dois crimes de ameaça agravados e um crime de coação.

De acordo com a acusação, até maio de 2019, exigia às referidas mulheres quantias diárias, de modo a que as mesmas pudessem exercer atividade naquele local. Para além de lhes permitir o uso do espaço, o arguido garantia-lhes ainda segurança. Em caso de recusa, o arguido dirigia-lhes ameaças e exibia-lhes uma arma.

pub