Home / Moçambique / Técnico de som morto à facada em Moçambique

Técnico de som morto à facada em Moçambique

Alexandre Pamplona, de 40 anos, foi encontrado morto em casa.

Alexandre Pamplona emigrou para Moçambique em 2010 e instalou-se em Maputo. O técnico de som português, de 40 anos, natural da ilha Graciosa, nos Açores, foi encontrado morto na quarta-feira na capital moçambicana.

Tudo aparenta que tenha sido assassinado à facada, em circunstâncias que estão a ser investigadas pela polícia. O português residia no conhecido Bairro do Triunfo, onde o corpo foi encontrado.

Os amigos tinham-no visto pela última vez no domingo, estando as autoridades a tentar apurar o dia exato da morte. Os vestígios recolhidos no local levam a crer que se trata de um crime.
Resta saber os motivos que levaram à morte. Entre as hipóteses mais prováveis está um assalto ou vingança.

Alexandre Pamplona trabalhou em diversas produções audiovisuais nos últimos anos. Uma das mais recentes foi para o Programa Alimentar Mundial, após a passagem do devastador ciclone ‘Idai’ em Moçambique.

Nas redes sociais, a produtora publicitária RGB Filmes, sediada na capital de Moçambique, expressa o seu pesar pelo sucedido: “Hoje e com uma profunda tristeza, a equipa da RGB Filmes diz adeus ao seu amigo e colaborador Alexandre Pamplona.

A sua memória jamais será esquecida.”

pub