Home / Mundo / Três cães morreram horas depois de brincarem em lago na Carolina do Norte

Três cães morreram horas depois de brincarem em lago na Carolina do Norte

Três cães morreram numa questão de horas depois de brincarem num lago, nos Estados Unidos. Dona dos animais alerta para a necessidade de sinalizar presença de algas tóxicas.

Duas mulheres norte-americanas saíram para passear com os seus três cães, junto a um lago, num passeio que acabou por resultar na morte dos três animais.

Melissa Martin, que estava com a amiga Denise Mintz, recorreu ao Facebook para contar o sucedido e alertar donos de animais da Carolina do Norte, ou de outras regiões, para os perigos das algas tóxicas.

As duas mulheres saíram com os cães Abby, Izzy e Harpo para perto de um lago, em Wilmington, na passada quinta-feira. Cerca de 15 minutos depois de saírem do local, Abby, um terrier branco, começou a ter convulsões.

Melissa levou o cão ao veterinário de imediato, fazendo-se acompanhar da amiga e dos outros dois cães. À chegada ao consultório, Izzy, o outro terrier branco, começou também a ter convulsões. O animal mais velho, Harpo, um ‘doodle’ com seis anos, foi o último a mostrar sinais de envenenamento.

As condições de saúde dos três cães deterioraram-se de forma muito rápida e todos morreram horas depois. De acordo com o veterinário, todos tinham sido expostos a uma concentração de cianobactérias letal, ou seja, as algas verde-azuladas presentes nas águas do lago.

Melissa indicou, à CNN, que não havia nenhuma indicação ou alerta no lago para a presença de algas tóxicas, algo que a norte-americana espere que mude com revelação da sua história, uma vez que vários donos de animais fazem caminhadas naquela zona.

pub