Uma estreia ‘Félix’ para Bruno Lage

Uma estreia ‘Félix’ para Bruno Lage

Benfica esteve a perder por 0-2, mas conseguiu a ‘cambalhota’ no marcador. Dois golos de João Félix e mais dois de Haris Seferovic colocam as águias, provisoriamente no 2.º lugar da I Liga.

Duas estreias no banco e muita história para contar neste espetáculo que valeu certamente aos adeptos todo o dinheiro do bilhete. Bruno Lage do lado do Benfica, Daniel Ramos do lado do Rio Ave. O ‘blockbuster’ no ‘cinema’ da Luz estava preparado e quem sorriu primeiro foi mesmo o novo técnico dos vilacondenses. Para surpresa de muitos, aos 20 minutos, o Rio Ave já vencia por 2-0.

Gabrielzinho e Bruno Moreira entraram de rompante em cena e marcaram aos 17’ e aos 20’, gelando ainda mais aquela que já era uma tarde fria no estádio da Luz. Muita passividade da defesa encarnada, muita raça do lado da formação de Vila do Conde. O que era certo é que o Benfica estava frágil e os adeptos quiseram empurrar a equipa para a frente – apesar de existirem também alguns assobios. Afinal de contas, nunca sabemos o desfecho de um filme.

Apoiados pelos milhares nas bancadas, o Benfica deu início a uma reviravolta fantástica. Depois de dois golos sofridos em tempo relâmpago, os encarnados, que alinharam num 4x4x2, viram a sua dupla atacante fazer grandes estragos.

João Félix e Seferovic foram os protagonistas da reviravolta, e que bem que se entenderam os dois. Aos 27 minutos, o camisola 79 das águias deu início à jogada, simulou de forma perfeita e o suíço fez o resto com pormenores de fino recorde. Aos 31’ foi Seferovic a devolver a simpatia ao jovem do Benfica. Lance de insistência do avançado encarnado, cruzamento para o coração da área e lá apareceu Félix, endiabrado, para o empate.

O Rio Ave não facilitou a vida ao Benfica, mas é difícil parar esta equipa encarnada quando está embalada. Com a confiança dos dois golos marcados no 1.º tempo, a formação da Luz entrou com toda a força na segunda parte. Grimaldo quis ser protagonista, mas apesar do momento mágico ao driblar cinco (!) defesas, o espanhol ficou com o papel secundário. Um remate ao poste deixou-o de mãos na cabeça.

As luzes da ribalta estavam mesmo destinadas aos protagonistas da primeira parte: João Félix e Seferovic. E é caso para dizer que Bruno Lage teve a sua aposta mais que confirmada. João Félix bisou na partida e consumou a reviravolta do Benfica aos 64 minutos. O jovem encarnado acabou por sair pouco depois, tendo recebido a maior ovação da noite.

Antes disso ainda houve tempo para o 4-2. Seferovic fechou as contas e selou um feito inédito no novo estádio da Luz. É que desde 2002 que o Benfica não conseguia recuperar de uma desvantagem de dois golos. Bruno Lage acabou mesmo por ser o último a sorrir na sua estreia no banco da equipa principal das águias, mas os óscares foram entregues a Félix e Seferovic que, sem dúvida, deram um final feliz aos seus adeptos.

Com este resultado, o Benfica sobe provisoriamente ao 2.º lugar do campeonato. As águias somam 35 pontos e ficam a quatro da liderança, onde está o FC Porto com menos um jogo.